Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

Beijo

 

 

Um beijo em lábios é que se demora

e tremem no de abrir-se a dentes línguas

tão penetrantes quanto línguas podem.

Mas beijo é mais. É boca aberta hiante

para de encher-se ao que se mova nela.

E dentes se apertando delicados.

É língua que na boca se agitando

irá de um corpo inteiro descobrir o gosto

e sobretudo o que se oculta em sombras

e nos recantos em cabelos vive.

É beijo tudo o que de lábios seja

quanto de lábios se deseja.

 

Jorge de Sena

 

publicado por Lagash às 16:25
link | comentar | favorito
Domingo, 1 de Março de 2009

Língua Mater Dolorosa

 

 

Tu que foste do Lácio a flor do pinho

dos trovadores a leda a bem-talhada

de oito séculos a cal o pão e o vinho

de Luís Vaz a chama joalhada

 

tu o casulo o vaso o ventre o ninho

e que sôbolos rios pendurada

foste a harpa lunar do peregrino

tu que depois de ti não há mais nada,

 

eis-te bobo da corja coribântica:

a canalha apedreja-te a semântica

e os teus verbos feridos vão de maca.

 

Já na glote és cascalho és malho és míngua,

de brisa barco e bronze foste a língua;

língua serás ainda... mas de vaca.

 

Natália Correia em “Inéditos” - 1973

 

publicado por Lagash às 16:04
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

Traição

 

(foto retirada de http://semadocante.blogs.sapo.pt/ - desconheço o autor) 

 

Viajo até o ponto mais arrepiante da tua nuca

Percebo o endurecimento do seu corpo

Teus seios

Teus braços

Tua boca

Arrepios

Calafrios

Minha mão decorando teus poros

A ponto de contá-los

Um a um

Conheço o gosto de cada centímetro

Beijos

Cheiros

Misturas

Sinto tremores

Amores

Fisgadas

Calafrios

Minha mão decorando teus pelos

Conheço-os um a um

Cobertura delicada

Da meiga e rija vulva

Que sabe dizer o meu nome

Que me beija

Já não sei onde fica a sua boca

Língua

Mistura

Carnes em estado de fusão

Corpos em estado de tesão

Gozo

Gritos

Beijos

Mentiras

Promessas falsas

Traição

 

Silvio Helder Lencioni Senne

 

publicado por Lagash às 16:14
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 19 de Abril de 2008

Para descontrair...

 

Vamos exercitar a língua?

 

NÍVEL FÁCIL

 

1.       Xuxa! A Sasha fez xixi no chão da sala

2.       O rato roeu a roupa do Rei de roma a rainha com raiva resolveu remendar.

3.       Três pratos de trigo para três tigres tristes.

4.       O original nunca se desoriginou e nem nunca se desoriginalizará.

5.       Qual é o doce que é mais doce que o doce de batata doce? Respondi que o doce que é mais doce que o doce de batata doce é o doce que é feito com o doce do doce de batata doce.

 

NÍVEL MÉDIO

 

1.       Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes e o que não sabemos, ambos saberemos se somos sábios, sabidos ou simplesmente saberemos se somos sabedores.

2.       O tempo perguntou ao tempo qual é o tempo que o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que não tem tempo para dizer ao tempo que o tempo do tempo é o tempo que o tempo tem.

3.       Em baixo da pia tem um pinto que pia, quanto mais a pia pinga mais o pinto pia!

 

NÍVEL DIFÍCIL

 

1.       Num ninho de mafagafos, cinco mafagafinhos há! Quem os desmafagafizá-los, um bom desmafagafizador será.

2.       O desinquivincavacador das caravelarias desinquivincavacaria as cavidades que deveriam ser desinquivincavacadas.

3.       Perlustrando patética petição produzida pela postulante, prevemos possibilidade para pervencê-la porquanto perecem pressupostos primários permissíveis para propugnar pelo presente pleito pois prejulgamos pugna pretárita perfeitíssima.

4.       Não confunda ornitorrinco com otorrinolaringologista, ornitorrinco com ornitologista, ornitologista com otorrinolaringologista, porque ornitorrinco, é ornitorrinco, ornitologista, é ornitologista, e otorrinolaringologista é otorrinolaringologista.

5.       Disseram que na minha rua tem paralelepípedo feito de paralelogramos. Seis paralelogramos tem um paralelepípedo. Mil paralelepípedos tem uma paralelepipedovia. Uma paralelepipedovia tem mil paralelogramos. Então uma paralelepipedovia é uma paralelogramolândia?

 

 

NÍVEL (quase) IMPOSSÍVEL

 

1.       Verbo Tagarelar no Futuro do Pretérito

Eu tagarelaria

Tu tagarelarias

Ele tagarelaria

Nós tagarelariamos

Vós tagarelarieis

Eles tagarelariam

 

publicado por Lagash às 21:27
link | comentar | favorito

Declaração

Declaro que a responsabilidade de todos os textos / poesia / prosa publicados é minha no respeitante à transcrição dos mesmos. Faço todos os possíveis para contactar o(s) autor(es) dos trabalhos a fim de autorizarem a publicação, na impossibilidade de o fazer, caso assim o entenda o autor ou representante legal deverá contactar-me a fim de que o mesmo seja retirado - o que será feito assim que receba a informação. Os trabalhos assinados "Mário L. Soares" são de minha autoria e estão protegidos com a lei dos direitos de autor vigente. Quanto às fotografias, todas, cujo autor não esteja identificado, são de "autor desconhecido" - caso surja o respectivo autor de alguma, queira por favor contactar-me para proceder à sua identificação e se for caso disso retirada do blog. Às restantes fotografias aplicarei o mesmo princípio dos trabalhos escritos. Obrigado. Mário L. Soares - lagash.blog@sapo.pt

mais sobre mim

procurar em Lagash

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Beijo

Língua Mater Dolorosa

Traição

Para descontrair...

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub