Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

Morte

 

 

Não suportarei o retiro

Virarei terras que me envolvem

Na cabeça ficará um tiro

Comerei vermes que me sorvem.

 

Podre o húmus que me torno

Chove rubras gotas em molhos

Frio o gelo deste forno

Raízes de mastros pelos olhos

 

Cheiro fétido putrefacto

Fechado em volta de uma arca

Saboreio sem língua o mato

 

Claustro refúgio que quero

Fuga da história que fica

Morte anunciada que espero

 

Mário L. Soares

 

publicado por Lagash às 16:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 5 de Julho de 2009

Receita

 

(Roberta Murgo) 

 

Para me conquistar

É preciso exalar um cheiro

íntimo, conhecido, costumeiro

Desses que sinto e enfraqueço...

Que faz tremer a voz, as pernas

Dá nós nas tripas e nas ideias....

 

Tens ideia?

Perguntas-me: A que vens?

Venho com todas

as boas e más intenções

Tentações, recriações,

Bolinações, entremeios...

 

O que eu faria?

Convidar-te-ia para ida ao cinema

Ver película interessante,

Instigante que acalma os nervos...

 

Sei que preferirias um jantar

À luz de velas, com preparo

cuidadoso

Vinho tinto à temperatura exacta

João Gilberto a cantar

Minha voz a sussurrar

Melindres, indecências

Em tua consciência...

 

Mas, do teu mundo previsível fujo

Eu opto pelo devaneio de teus dias

Por tua agonia diária, insaciável

Buscando sinais de minha presença

 

Eu opto por te tirar do comezinho

Da disciplina cotidiana,

De tua razão insana...

 

Sou tua surpresa constante

Usando saias e blusas coladas

No corpo delgado que se alinha

Em minhas curvas as quais te

curvas....

 

Sei que gostas dos ruídos do quarto

Dos gemidos que escutas

Dos grunhidos que provocas

Sei que gostas de rolar teu corpo

Que recebe de bom grado

o meu sobre o seu,

que quando se tocam

trocam segredos de alcova...

 

Sei que guardas na memória

Toda minha textura

E vê candura, onde há só luxúria

de fêmea louca que a ti provoca

mal estar, gosto na boca...

 

E que a cada movimento

Um contentamento roubado

Tu me olhas calado,

Extasiado que estás com a exploração

Mão safada que te escapas

Que confusão!

 

Sei que preferirias roubar-me toda

E não mais voltar, beijar-me a boca

e não mais calar todo o desejo retido,

todo o prazer contido em membro rijo

a explodir caudalosamente,

silenciosamente....

Mas hoje não! Hoje te rapto ao

cinema

Numa secção plena de erotismo

Do armário sai lingerie branca

Com rendas que rendem cenas

De dentes, mãos, dedos, segredos...

 

Tu não te lembrarás de close algum,

Talvez sobre na memória alguma

melodia,

da boa fotografia tu não terás

opinião,

perderás a razão, a postura

E não saberás nada sobre o roteiro,

Director, actor, clímax da acção...

 

Nada te restará para recordação

Por que rescrevi o script

Revolvi todas as formas de prazeres

Vou-te fazer um strip

Para tu nunca mais esqueceres...

 

Gueixa

 

publicado por Lagash às 16:09
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 30 de Maio de 2009

Cheiro

 

 

O cheiro

O sabor

da tua boca

 

A baunilha

a camélia desfolhada

 

A saliva a saber

a leite morno

 

Escutando o rumor

das tuas asas

 

Maria Teresa Horta

 

publicado por Lagash às 16:06
link do post | comentar | favorito
|

Declaração

Declaro que a responsabilidade de todos os textos / poesia / prosa publicados é minha no respeitante à transcrição dos mesmos. Faço todos os possíveis para contactar o(s) autor(es) dos trabalhos a fim de autorizarem a publicação, na impossibilidade de o fazer, caso assim o entenda o autor ou representante legal deverá contactar-me a fim de que o mesmo seja retirado - o que será feito assim que receba a informação. Os trabalhos assinados "Mário L. Soares" são de minha autoria e estão protegidos com a lei dos direitos de autor vigente. Quanto às fotografias, todas, cujo autor não esteja identificado, são de "autor desconhecido" - caso surja o respectivo autor de alguma, queira por favor contactar-me para proceder à sua identificação e se for caso disso retirada do blog. Às restantes fotografias aplicarei o mesmo princípio dos trabalhos escritos. Obrigado. Mário L. Soares - lagash.blog@sapo.pt

mais sobre mim

procurar em Lagash

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Morte

Receita

Cheiro

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

links

Prémios

Users Online
free counters
blogs SAPO

subscrever feeds