Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Moinhos da minha vida

 

 

 

 

 

 

 

Luto Quixote contra moinhos?

Quem são os moinhos que me enfrentam?

Gigantes, algo assim, parecidos…

São ventos de longe que avançam.

 

Luto com esperança Dulcineia

Não ficarei senão pela vitória

A força rebenta-me a veia…

Dos fracos não reza a história.

 

Que bela esta história, engraçada…

Bonita até, pobre louco…

Se de verdade, no entanto for chorada,

Então muda tudo um pouco.

 

Quem sabemos que vive assim?

Quem e quantos somos nós?

Na verdade não sei se para mim,

Não parece estarmos sós…

 

Sancho que me ajudas,

Gritas moinhos e rogas a Deus,

Não vês tu que ou estás e mudas

Ou não tenho gigantes meus?

 

Comigo contra eles avança!

Vamos fiel amigo!

Olha-os e vem Sancho Pança,

Vem morrer comigo…

 

Amada Dulcineia, minha história,

Tenho-te a honra, tenho vergonha

Levo-te vento, Levo-te a glória,

Não te tenho, sou o que sonha…

 

Mário L. Soares

(desenho de Julio Pomar)

publicado por Lagash às 01:55
link do post | comentar | favorito
|

Declaração

Declaro que a responsabilidade de todos os textos / poesia / prosa publicados é minha no respeitante à transcrição dos mesmos. Faço todos os possíveis para contactar o(s) autor(es) dos trabalhos a fim de autorizarem a publicação, na impossibilidade de o fazer, caso assim o entenda o autor ou representante legal deverá contactar-me a fim de que o mesmo seja retirado - o que será feito assim que receba a informação. Os trabalhos assinados "Mário L. Soares" são de minha autoria e estão protegidos com a lei dos direitos de autor vigente. Quanto às fotografias, todas, cujo autor não esteja identificado, são de "autor desconhecido" - caso surja o respectivo autor de alguma, queira por favor contactar-me para proceder à sua identificação e se for caso disso retirada do blog. Às restantes fotografias aplicarei o mesmo princípio dos trabalhos escritos. Obrigado. Mário L. Soares - lagash.blog@sapo.pt

mais sobre mim

procurar em Lagash

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Pausa

Hora Nostálgica #33 - Eve...

Acordar

Amor, pois que é palavra ...

Sol

Perdoa-me

Hora Nostálgica #32 - Boh...

Morte

Futuro

Bebido o luar

A meu favor

Viverei

Hora Nostálgica # 31 - Dr...

Reveses

Momentos etéreos em conte...

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

links

Prémios

Users Online
free counters
blogs SAPO

subscrever feeds