Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

Espera

 

Horas, horas, sem fim,

pesadas, fundas,

esperarei por ti

até que todas as coisas sejam mudas.

 

Até que uma pedra irrompa

e floresça.

Até que um pássaro me saia da garganta

e no silêncio desapareça.

 

Eugénio de Andrade

 

publicado por Lagash às 16:22
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 26 de Outubro de 2009 às 16:24
Por quem esperas tu???

Bj G
De Lagash a 27 de Outubro de 2009 às 12:09
Ui... boa pergunta...

Por quem espera a mãe quando o filho não vem?

Por quem espera a mulher do pescador quando o mar está revolto?

Por quem espera quem vê passar os navios no cais?

Por quem espera quem nada tem a perder?

Por quem espera quem só sabe o que tem na mão, e cada mais que isso?

Por quem espera quem sonha?

... espero pelo amor...
De Anónimo a 27 de Outubro de 2009 às 12:20
O amor tem muitas formas.

Não é fácil encontrá-lo mas acredito que já tenhas tido o amor (que procuras) muito perto de ti e que não o tenhas agarrado.

Boa sorte na tua espera e (procura).

Sei que essa pessoa existe e quando te conhecer bem não te vai deixar fugir.

Beijo G

De Blokikas a 28 de Outubro de 2009 às 20:42
Não precisas procurar muito.

Eu continuo à tua espera.

Beijos
De Lagash a 29 de Outubro de 2009 às 10:20
E quem és tu?
De BLOKIKAS a 29 de Outubro de 2009 às 17:08
Estou a ver que são muitas as interessadas!

Faz uma lista, depois vais eliminando as hipóteses, chegarás à resposta certa.

Beijos

Comentar post

Declaração

Declaro que a responsabilidade de todos os textos / poesia / prosa publicados é minha no respeitante à transcrição dos mesmos. Faço todos os possíveis para contactar o(s) autor(es) dos trabalhos a fim de autorizarem a publicação, na impossibilidade de o fazer, caso assim o entenda o autor ou representante legal deverá contactar-me a fim de que o mesmo seja retirado - o que será feito assim que receba a informação. Os trabalhos assinados "Mário L. Soares" são de minha autoria e estão protegidos com a lei dos direitos de autor vigente. Quanto às fotografias, todas, cujo autor não esteja identificado, são de "autor desconhecido" - caso surja o respectivo autor de alguma, queira por favor contactar-me para proceder à sua identificação e se for caso disso retirada do blog. Às restantes fotografias aplicarei o mesmo princípio dos trabalhos escritos. Obrigado. Mário L. Soares - lagash.blog@sapo.pt

mais sobre mim

procurar em Lagash

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Pausa

Hora Nostálgica #33 - Eve...

Acordar

Amor, pois que é palavra ...

Sol

Perdoa-me

Hora Nostálgica #32 - Boh...

Morte

Futuro

Bebido o luar

A meu favor

Viverei

Hora Nostálgica # 31 - Dr...

Reveses

Momentos etéreos em conte...

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

links

Prémios

Users Online
free counters
blogs SAPO

subscrever feeds