Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Quem disse que não temos talentos? #5 Segredos

 

 

Eu procuro um amor

Que ainda não encontrei

Diferente de todos que amei

 

Nos seus olhos quero descobrir

Uma razão para viver

E as feridas desta vida

Eu quero esquecer

 

Pode ser que eu a encontre

Numa fila de cinema

Numa esquina

Ou numa mesa de um bar

 

Procuro um amor que seja bom para mim

Vou procurar

Eu vou até ao fim

E eu vou tratá-la bem

Para que ela não tenha medo

Quando começar

A conhecer os meus segredos

 

Eu procuro um amor

Uma razão para viver

E as feridas desta vida

Eu quero esquecer

 

Pode ser que eu gagueje

Sem saber o que falar

Mas disfarço e não saio sem ela de lá

 

Procuro um amor que seja bom para mim

Vou procurar

Eu vou até ao fim

E eu vou trata-la bem

Para que ela não tenha medo

Quando começar

A conhecer os meus segredos

 

Procuro um amor que seja bom para mim

Vou procurar

Eu vou até ao fim

E eu vou trata-la bem

Para que ela não tenha medo

Quando começar

A conhecer os meus segredos

 

EZ Special (com Paulo Gonzo)

Original de Roberto Frejat

 

 

publicado por Lagash às 16:14
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Zinha a 11 de Maio de 2009 às 21:16
Adoro a sonoridade da versão portuguesa e o poema, se bem que ache que quem muito procura... tarde ou nunca encontra (inventei o provérbio ou adaptei-o). O filme da versão original tb está giríssimo.

A verdade é que já vou usando o teu blog para banda sonora dos meus trabalhos no computador (talvez seja a primeira de outras colaborações, certo?).

Beijocas
De Lagash a 12 de Maio de 2009 às 01:03
Já antes colaboramos, não foi? E durante vários meses...

Será uma grande honra trabalharmos juntos. O teu convite deixou-me muito lisonjeado e orgulhoso. Obrigado por me dares a mão da maneira queo fazes. Gostava (e tentarei) poder ajudar-te da mesma maneira.

Beijos

Comentar post

Declaração

Declaro que a responsabilidade de todos os textos / poesia / prosa publicados é minha no respeitante à transcrição dos mesmos. Faço todos os possíveis para contactar o(s) autor(es) dos trabalhos a fim de autorizarem a publicação, na impossibilidade de o fazer, caso assim o entenda o autor ou representante legal deverá contactar-me a fim de que o mesmo seja retirado - o que será feito assim que receba a informação. Os trabalhos assinados "Mário L. Soares" são de minha autoria e estão protegidos com a lei dos direitos de autor vigente. Quanto às fotografias, todas, cujo autor não esteja identificado, são de "autor desconhecido" - caso surja o respectivo autor de alguma, queira por favor contactar-me para proceder à sua identificação e se for caso disso retirada do blog. Às restantes fotografias aplicarei o mesmo princípio dos trabalhos escritos. Obrigado. Mário L. Soares - lagash.blog@sapo.pt

mais sobre mim

procurar em Lagash

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Pausa

Hora Nostálgica #33 - Eve...

Acordar

Amor, pois que é palavra ...

Sol

Perdoa-me

Hora Nostálgica #32 - Boh...

Morte

Futuro

Bebido o luar

A meu favor

Viverei

Hora Nostálgica # 31 - Dr...

Reveses

Momentos etéreos em conte...

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

links

Prémios

Users Online
free counters
blogs SAPO

subscrever feeds