Sábado, 28 de Março de 2009

Vinho do teu corpo

 

 

Bebo o vinho do teu corpo

Devagar como se a boca

Fosse uma flor onde o tempo

Desenha um mapa da vida

Corre o vinho do teu corpo

Nos lençóis da madrugada

E há carícias debruçadas

À janela do silêncio

Bebo o vinho do teu corpo

Bebo até morrer de sede

Bebo o vinho do teu corpo

Bebo até morrer de sede

E provo o vinho do teu corpo

Gota a gota e beijo a beijo

Como quem recolhe o sonho

De entre os dedos de um sorriso

Corre o vinho do teu corpo

Nos regatos do luar

Que hão-de vir desaguar

Mansamente nos meus braços

Bebo o vinho do teu corpo

Bebo até morrer de sede

Bebo o vinho do teu corpo

Bebo até morrer de sede

Bebo o vinho do teu corpo

Devagar e quase a medo

Na surpresa dos segredos

Copos cheios de prazer

Bebo o vinho do teu corpo

Bebo até morrer de sede

Bebo o vinho do teu corpo

Bebo até morrer de sede

Gota a gota beijo a beijo

 

Neruda

 

Obrigado ao Toxico, que por acaso é da minha terra natal, e que fez o que ninguém ainda tinha feito – transcrever a letra desta música e partilhá-la com o mundo no seu blog - http://naoassesmaiscarapausfritos.blogspot.com/

 

Parabéns aos Neruda, que têm aqui um grande êxito e que augura um futuro fantástico. Parabéns a eles, continuem e a todos os que gostaram como eu, comprem o CD. Visitem também o myspace da banda onde têm outras boas músicas como ”As queixas que a natureza nos faz” - http://profile.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewprofile&friendid=446661481

 

Mário L. Soares

 

publicado por Lagash às 16:22
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De ToXico a 1 de Abril de 2009 às 19:51
Não tens de agradecer, eu proprio também utilizo sempre que se justifique o trabalho de outros, só que neste caso concreto fartei-me de procurar e nao encontrei nada, e deitei as maos à obra, se procurares no imeen.com também la esta a musica posta por outra pessoa a que eu juntei a letra !....

Ps-nao conhecia o teu blog mas vou ca voltar mais vezes
De Lagash a 3 de Abril de 2009 às 10:53
Ainda bem que gostaste do meu sitio. Serás sempre bem vindo.

O teu blog também não está nada mau! É uma referência. Parabéns.

Cumprimentos para ti e para a "minha" terra.

Comentar post

Declaração

Declaro que a responsabilidade de todos os textos / poesia / prosa publicados é minha no respeitante à transcrição dos mesmos. Faço todos os possíveis para contactar o(s) autor(es) dos trabalhos a fim de autorizarem a publicação, na impossibilidade de o fazer, caso assim o entenda o autor ou representante legal deverá contactar-me a fim de que o mesmo seja retirado - o que será feito assim que receba a informação. Os trabalhos assinados "Mário L. Soares" são de minha autoria e estão protegidos com a lei dos direitos de autor vigente. Quanto às fotografias, todas, cujo autor não esteja identificado, são de "autor desconhecido" - caso surja o respectivo autor de alguma, queira por favor contactar-me para proceder à sua identificação e se for caso disso retirada do blog. Às restantes fotografias aplicarei o mesmo princípio dos trabalhos escritos. Obrigado. Mário L. Soares - lagash.blog@sapo.pt

mais sobre mim

procurar em Lagash

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Pausa

Hora Nostálgica #33 - Eve...

Acordar

Amor, pois que é palavra ...

Sol

Perdoa-me

Hora Nostálgica #32 - Boh...

Morte

Futuro

Bebido o luar

A meu favor

Viverei

Hora Nostálgica # 31 - Dr...

Reveses

Momentos etéreos em conte...

arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

links

Prémios

Users Online
free counters
blogs SAPO

subscrever feeds